desenhos animados online
Desenhos animados e quadrinhos > Personagens de banda desenhada -

VALENTINA

Título original: Valentina
Personagens:
Valentina, Neutron
autor: Guido Crepax
Editores: Livros de Milão
nação
: Itália
Ano
: 1965
tipo: Desenho animado de aventura
Idade recomendada: Adultos com 20 anos ou mais

Valentina nasceu em 1965 por um dos designers mais brilhantes e inovadores da história dos quadrinhos: Guido Crepax, um designer gráfico e ilustrador de publicidade de sucesso, que faleceu em 31 de julho de 2003 em Milão aos 70 anos. A primeira publicação de Valentina apareceu na revista mensal "Linus"e se chamava"A curva de Lesmo". Na verdade, o protagonista inicial dessa história foi Philip Rembrandt, alias Nêutron, investigador amador crítico de arte, dotado de poderes psíquicos particulares, que lhe permitiam paralisar com os olhos, qualquer indivíduo ou qualquer máquina, tal capacidade se devia ao seu parentesco com os cavaleiros do abismo, população cega que vivia subterrâneo a uma profundidade de 20.000 metros. Philip Rembrandt está noivo de Valentina Rosselli, uma bela e sensual fotógrafa caracterizada por um cabelo preto e que lembra a atriz de cinema mudo Louise Brooks.

Muito em breve Valentina graças ao seu carisma e ao sucesso do público, ele prejudica o protagonista Philip Rembrandt, conquistando o papel de protagonista em todas as histórias seguintes. O que mais chama a atenção nesta personagem, claramente dirigida a um público adulto, são as suas viagens de sonho, ricas em simbolismo surrealista, uma obra-prima de introspecção psicológica, que a vê com frequência e de boa vontade transitar para o mundo do eros. Mas o que distingue a originalidade gráfica do quadrinho Guido Crepax é justamente o estilo dos planos e a disposição das vinhetas dentro da mesa que aumentam seu poder expressivo, sempre funcional à história e que contribui, por exemplo, para ampliar o dinamismo de um movimento, ou para destacar um detalhe, ou para comunicar um sentimento por meio de uma imagem simbólica, que o leitor deverá codificar de forma pessoal. Tudo isso nos faz entender que os quadrinhos não são uma arte subordinada ao cinema ou ao desenho animado, pela simples razão de que esse encanto narrativo é irrepetível com qualquer outra arte. No estilo gráfico de Valentina podemos encontrar muitas referências a pintores art nouveau, como Gustav Klimt ou ao cinema expressionista de Ejzen tejn ou Ingmar Bergman. Valentina se destaca de todos os outros personagens de quadrinhos à medida que envelhece como todos os seres humanos, de fato, em sua última história, feita em 1995, Valentina completa 53 anos e marca sua saída do mundo dos quadrinhos com o episódio intitulado "Para o inferno com Valentina!". Valentina também estreou em uma série de 13 telefilmes transmitidos na Itália, Alemanha, Suíça e Estados Unidos, que apresentavam a bela Demetra Hampton como atriz principal. Entre as histórias mais famosas de Valentina lembramos além da curva de Lesmo, O underground, A Marianna vai para o campo, Baba Yaga, O falso Kandinsky, Síndrome de Moore

A Guido Crepax merece o crédito por ter criado outras obras-primas dos quadrinhos, como a tradução em quadrinhos dos clássicos da literatura de terror como "Dracula","Jekyll""O processo"E"Frankenstein", enquanto para a série" Um homem uma aventura "ele criou o esplêndido"O homem de Pskov"sobre a revolução russa e"O homem do Harlem"no jazz. Além de Valentina, Guido Crepax concebeu e desenhou outras personagens femininas igualmente atraentes e sensuais, como Belinda em 1967, Anita em 1971 e Bianca em 1968, que o mesmo autor acredita serem a sua personagem de maior sucesso.

Valentina é Copyright © Guido Crepax e dos titulares dos direitos e são aqui utilizadas para fins informativos.

InglêsárabeChinês simplificado)croatadaneseolandesfinlandeseFrancêsTedescogregohindiitalianoJaponêsCoreanonorueguêspolaccoportuguêsromenorussoEspanholsvedesefilippinajudaicoindonésioeslovacoUcranianoVietnamitahúngarotailandêsturcopersa